quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Surucucu-pico-de-jaca


Surucucu-pico-de-jaca

Aguinaldo
Nome Científico: Lachesis muta
Família: Viperidae
Ordem: Squamata
Distribuição: Américas Central e do Sul.
Habitat: Áreas florestadas de solo úmido.
Alimentação: Mamíferos (roedores e marsupiais).
Reprodução: Ovípara (põe ovos), a incubação é de 76 a 79 dias.
Conservação: Ameaçada de extinção.
A surucucu ou sururucu-pico-de-jaca é a maior serpente peçonhenta das Américas. Possui atividade noturna e hábito terrícola, abrigando-se durante o dia no oco de troncos, entre as raízes salientes das árvores e em tocas abandonadas. 

Sua dentição é solenóglifa (dentes injetores anteriores ocos, por onde escorre o veneno). A espécie é dotada de fosseta loreal entre o olho e a narina; são orifícios com o fundo revestido por uma membrana sensível a pequenas variações de temperatura. 

Amarela com desenhos negros, a surucucu chega a 2,5 metros de comprimento, a cauda é longa e é maior que 30% do seu comprimento total. Ela é difícil ser avistada, pois quando em perigo finge ser um ramo do arbusto para escapar dos predadores. 

Suas defesas são vibrar a cauda com movimentos rápidos e repetidos e soltar uma descarga cloacal (expulsão de fezes e outras substâncias). 

Saiba mais:
Instituto Butantan - http://www.butantan.gov.br  

Leia nossa reportagem, publicada na edição 39 da revista Terra da Gente, em julho de 2007.
Video
01/01/00
Galerias
 
  • Link: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário